Sustentabilidade: Consciência e Responsabilidade

Quando compreendemos que é possível que cidades inteiras sejam referência de práticas ambientalmente responsáveis, podemos ter a certeza de que mais viável ainda, é a disseminação dessas práticas nos Hospitais.

Avaliando a dimensão de uma instituição de saúde e o impacto provocado por atitudes irresponsáveis com relação ao nosso consumo diário de água, energia, produtos químicos de limpeza e de controle de pragas, ar condicionado, geração e segregação de resíduos… (e por aí vai) entendemos que as correções não podem esperar.

Mudanças que abrangem desde a Arquitetura até o Plano de Gerenciamento de Resíduos, nos levam a consciência de que respeitar o meio ambiente é uma questão que supera a necessidade de economia de recursos ou o simples conforto de fazer o que é correto.

Projetar prédios que visam o melhor aproveitamento da iluminação natural; promovem conforto térmico dispensando ou reduzindo a necessidade de ar condicionado; realizar ajustes na parte elétrica e hidráulica para evitar o desperdício; reduzir a geração de resíduos e garantir que eles cheguem ao tratamento e destinação correta,  são alguns exemplos de que as mudanças estão sob a nossa responsabilidade.

Acompanhem o vídeo Programa Cidades Sustentáveis, o qual aborda, por meio do exemplo de cidades modelo, que é possível mudar nossos conceitos e ações, gerando melhores resultados e o menor impacto negativo possível.


Veja também:

Be Sociable, Share!

About Ana Augusta

Empreendedora, Empresária, Palestrante. Sócia Fundadora da Hotelaria Hospitalar Comunicação e Treinamentos. Formada em Hotelaria pelo SENAC, MBA Gestão em Saúde pela UNIFESP, pós graduada em Hotelaria Hospitalar pelo Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Albert Einstein. Inglês fluente. Alemão Intermediário.